Círio de Nazaré – Uma comovente manifestação de fé e devoção

16/10/2019 0 Por afs
Círio de Nazaré – Uma comovente manifestação de fé e devoção

 Em outubro, todos os caminhos levam a Belém do Pará quando é realizada a procissão do Círio de Nazaré, um belíssimo encontro de fé e devoção que atrai uma multidão e transforma a capital paraense em um dos principais centros de romaria do Brasil.
 A origem dessa manifestação religiosa tem como base o ano de 1700, quando o caboclo ribeirinho, Plácido José de Souza, agricultor e caçador, encontrou entre as pedras à beira do igarapé Murucutu, a imagem de Nossa Senhora de Nazaré. Católico praticante, ele pegou a imagem, cuidou e colocou em um pequeno altar em sua casa junto com outras imagens de sua devoção. Relatos afirmam que misteriosamente a Virgem voltou ao local que havia sido encontrada. O que aconteceu algumas vezes. Plácido entendeu que a santinha deveria ficar no local onde fora encontrada, e assim, decidiu construir uma ermida para acolhê-la. A história se espalhou pela cidade e o povo passou a visitar o local para reverenciar Nossa Senhora,
onde hoje se encontra a majestosa Basílica Santuário.

 Desde 1793, que é celebrado anualmente, no segundo domingo do mês de outubro, a procissão do Círio de Nazaré que, até hoje, reproduz simbolicamente o “milagre do retorno”, quando sai da Catedral de Belém, após a tradicional missa das 5h30, e segue até o Santuário de Nazaré. Em 2004, o Círio de Nazaré foi reconhecido como patrimônio cultural imaterial pelo Iphan e, em dezembro de 2013, declarado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.